Conheça os filmes que estão concorrendo na Mostra Competitiva do 29º Cine Ceará

São cinco filmes de ficção e dois documentários, a maioria dos selecionados são dirigidos por mulheres. Vamos lá conhecer as produções.




O Festival Ibero-Americano de Cinema – Cine Ceará, chega a sua 29º edição em 2019, esse ano o festival acontece de 30 de agosto a 6 de setembro, em Fortaleza. O evento é promovido pela Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira e conta com mostras competitivas, debates e exibições dentro da sua programação.

Foram selecionados sete longas para a Mostra Competitiva Ibero-americana de Longa-metragem, todos eles são inéditos no Brasil, entre eles estão dois brasileiros que farão suas estreias mundiais no Cine Ceará, o documentário “Vozes da Floresta”, da carioca Betse de Paula, e “Notícias do fim do mundo”, do cearense Rosemberg Cariry, são as duas produções que serão exibidas pela primeira vez. Os outros cinco filmes passaram por importantes festivais do mundo, como Berlim, Cannes, Toronto e Roterdã.

São cinco filmes de ficção e dois documentários, a maioria dos selecionados são dirigidos por mulheres. Vamos lá conhecer as produções.

Vozes da Floresta, de Betse de Paula (Brasil)

O documentário retrata a resistência das lideranças femininas nas áreas florestais, que lutam pela preservação do meio ambiente e a favor dos direitos das mulheres. Batalhando por melhores condições de vida em seus locais de nascença, quilombolas, indígenas, ribeirinhas e extrativistas se manifestam vigorosamente para salvar a floresta e o planeta.

Notícias do fim do mundo, de Rosemberg Cariry (Brasil)

Alexandre Taylor é um ator aposentado que presta serviços a uma ONG que organiza um grupo artístico, na periferia de Kibuna. Seu grupo é convidado pelo governador para fazer uma apresentação no Palácio do Governo. No convite, tem uma exigência que será um dos mais grandiosos momentos teatrais de sua vida: Sequestrar o embaixador de Golem e recitar uma carta dirigida aos homens poderosos do evento. 

A Viagem Extraordinária de Celeste García, de Arturo Infante (Cuba)

Celeste (Maria Isabel Diaz) é uma professora aposentada e viúva que vive uma simples e tranquila vida em Havana. Trabalhando meio período no planetário e morando com um filho adulto que não lhe dá atenção, ela dá seu jeito de seus dias. Quando o governo surpreende a população com a notícia que tem alienígenas vivendo na Terra e eles estão convidando humanos para visitar seu planeta, Celeste descobre um convite pessoal de sua vizinha que ela acreditava ser russa. Para a surpresa de todos, ela aceita.

Canção Sem Nome, de Melina León (Peru) 

No auge da crise política dos anos 80, a jovem Georgina tem a sua filha recém-nascida sequestrada em uma clínica de saúde falsa. Sua busca a leva a procurar todos os jornais do Peru para relatar a história e procurar autoridades que consigam ajudá-la. Quando Pedro, um dedicado jornalista, conhece a sua história se prontifica a encontrar sua filha a qualquer custo.

Greta, de Armando Praça (Brasil) 

Pedro (Marco Nanini) é um enfermeiro de 70 anos que trabalha em um hospital público de Fortaleza. Sua melhor amiga é Daniela (Denise Weinberg), artista transexual que enfrenta graves problemas de saúde. Quando ela precisa ser internada, mas não encontra leito disponível, Pedro sequestra um paciente recém-chegado, Jean (Démick Lopes), e o abriga em sua casa. Inicialmente, o enfermeiro tem medo do rapaz agressivo, que se esconde da polícia por ter assassinado um homem a facadas. Depois, nasce entre eles uma relação de cumplicidade e afeto. 

Luciérnagas, de Bani Khoshnoudi (México)

Ramin (Arash Marandi) é um rapaz de 30 anos que sofria perseguição no Irã por ser gay e deixou seu país de origem. Quando se escondeu em um barco cargueiro para fugir, não esperava que chegaria ao México. Longe do que costumava conhecer, Ramin encontra uma maneira mais livre de viver, enquanto tenta se habituar a todas as coisas novas que lhe foram apresentadas. 

Ressaca, de Patrizia Landi e Vincent Rimbaux (Brasil) 

O documentário aborda a história da crise financeira no Brasil, que atinge diretamente o cenário artístico. Retratando a situação da famosa casa de ópera do Rio de Janeiro, o Theatro Municipal, fica evidente a luta dos dançarinos, músicos e funcionários que tentam manter a instituição, apesar das dificuldades financeiras. 

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Rayssa Leonel
Carregar Mais Em Cinema

Sobre Rayssa Leonel

Graduada em Jornalismo pela UFCA - Universidade Federal do Cariri. Pesquisadora e caririense bem orgulhosa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

  • Programação de Blocos, informações úteis e dicas de saúde: tudo isso no nosso site! Confere lá
Link na bio 
#blocodecarnaval #carnaval #carnaval2020
  • Concentração do Desfile das Virgens no Crato.
#carnaval #cariri
  • VIVA O INCRÍVEL MAIS UMA VEZ 
24.02 | Segunda de Carnaval
VÉSPERA DE FERIADO
Carnaval das Cores 2020
📍Disco Point Kariri 
POP 🧚🏽‍♀ TRANCE 🧚🏽‍♀ FUNK 🧚🏽‍♀ TRIBAL 🧚🏽‍♀ BREGA FUNK

Ingressos antecipados:
Loja Ferrovia Cariri Garden Shopping
Ou Delivery (88) 99773-3043
  • Crato - CE 16/02/20
  • Os premiados do Oscar:
Parasita, Coringa e 1917 estão disponíveis nas salas da @orientcinemas do @caririgardenshoppingoficial 
Veja os horários no nosso site, link na Bio!

#cinema #oscar #coringa #joker #movie #parasite #1917movie #cariri
  • Paredão formado: @felipeprior e @hadsonnery_oficial 
Quem fica?
#bbb #bbb20 #paredao
  • Quatro indicados ao paredão dessa semana em novas configurações movimentam o jogo.
Quem você elimina?
#bbb #redebbb #paredao
  • A final do tradicional jogo de futebol americano acontecerá neste domingo (02/02) em Miami

#jlo #superbowl #shakira

Siga-nos!