Djavan ‘vai pra Jamaica’ em disco com Seu Jorge, Ivete Sangalo, Arnaldo Antunes e mais; ouça ‘Sina’

‘Jah’Van’, o álbum, foi idealizado pelo produtor BiD, e traz versões de clássicos de Djavan, como “Samurai”, “Meu Bem Querer”, “Açaí” e “Lilás” Publicado originalmente, por PEDRO ANTUNES no portal online da revista RollingStone Brasil Com o auxílio do produtor BiD, Djavan foi para a Jamaica e voltou transformado. Não fisicamente, mas a obra do cantor e compositor alagoano …




‘Jah’Van’, o álbum, foi idealizado pelo produtor BiD, e traz versões de clássicos de Djavan, como “Samurai”, “Meu Bem Querer”, “Açaí” e “Lilás”

Publicado originalmente, por PEDRO ANTUNES no portal online da revista RollingStone Brasil

Com o auxílio do produtor BiD, Djavan foi para a Jamaica e voltou transformado. Não fisicamente, mas a obra do cantor e compositor alagoano fez essa viagem em um experimento que levou o nome de Jah-Van, que chega às plataformas digitais nesta sexta-feira, 14 – e, em breve, também em vinil. 

A lista de artistas convidados que emprestam suas vozes para dar lugar ao particular e muito próprio gogó de Djavan estão Seu JorgeIvete SangaloCrioloArnaldo AntunesFernanda AbreuZélia DuncanBlack AlienZeca BaleiroChico CésarAssucena Assucena.  

Rolling Stone Brasil adianta uma das canções que estará presente no álbum de releituras. Trata-se de “Sina”, que é envelopada por uma levada de ska e se transforma num híbrido interessante.

No comando da voz, no lugar do agudo característico de Djavan, está o grave Arnaldo Antunes. O rapper Rincon Sapiência faz uma participação ao final da canção. 

“Assim que a ideia veio, pegamos o violão e começamos a testar as músicas do Djavan e anotar as que ficavam bacanas. Marcamos também as que teriam a batida mais pra trás do reggae ou mais acelerada do ska”, explica BiD, idealizador e produtor do álbum ao lado de Fernando Nunes

“Algumas se encaixavam instantaneamente, outras não, pela quantidade de acordes, pela harmonia complexa ou porque soava forçado. Tínhamos que simplificar onde possível, tirar alguns acordes que não fossem descaracterizar a composição e deixar tudo mais “jamaicano”, mais simples, já que o trabalho de composição do Djavan é bem complexo e rico em acordes”, completa. 

O resultado soa interessante. Ivete Sangalo, por exemplo, canta “Lilás”, Seu Jorge interpreta “Meu Bem Querer”, com participação de Black Alien. Chico revive a linda “Nem Um Dia”. 

Assista, abaixo, ao clipe de “Sina”, com Arnaldo Antunes e Rincon Sapiência: 

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Jimmy Macedo
Carregar Mais Em Música

Sobre Jimmy Macedo

Profissional de marketing digital e nerd de carteirinha desde que nerd era xingamento. Amante de música e cinema, idealizou o Foobá para colaborar de forma efetiva com o cenário que tanto o diverte e inspira.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos!