Divergências causam demissão de Marcos Cintra, secretário da Receita

O motivo da demissão se deve a insatisfação de Guedes pela rejeição à proposta de reforma tributária, que inclui a criação do tributo semelhante à CPMF.

Divergências causam demissão de Marcos Cintra, secretário da Receita

Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

Divergências sobre “nova CPMF’ foi o motivo da demissão do secretário da Receita, Marcos Cintra, ligado ao Ministro Paulo Guedes

Paulo Guedes, ministro da economia demitiu hoje, (11/09), o seu secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra. Cintra era o nome forte da reforma tributária elaborada pela governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) .

O motivo da demissão de Cintra deve-se a insatisfação de Guedes pela rejeição à proposta de reforma tributária, que inclui a criação do tributo semelhante à CPMF, tributo que teve sua cobrança suspensa pelo Congresso em 2007. O debate sobre o imposto foi retomado pela última vez em 2015, no auge da crise econômica do país. A recepção do Congresso as alíquotas de 0,2% e 0,4%, propostas pelo secretário, foi vista de forma negativa.

Defesa ao imposto

Paulo Cintra é Professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), e ferrenho defensor do imposto único e da criação de um Imposto sobre Transações Financeiras (ITF), semelhante a antiga Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O Ministro Paulo Guedes já informou em atividades anteriores que o secretário a não teria condições de ser o negociador da reforma tributária em nome do governo caso não viabilizasse a criação do novo imposto.

Exoneração

Em nota, o Ministério da Economia explicou o “pedido de exoneração” do secretário especial da Receita Federal. “Ainda que não haja um projeto de reforma tributária finalizado, a equipe econômica trabalha na formulação de um novo regime tributário para corrigir distorções, simplificar normas, reduzir custos, aliviar a carga tributária sobre as famílias e desonerar a folha de pagamento”, destaca o texto.

O comunicado emenda: “A proposta somente será divulgada depois do aval do ministro Paulo Guedes e do presidente da República, Jair Bolsonaro. O ministro Paulo Guedes agradece ao secretário Marcos Cintra pelos serviços prestados”.

Imposto

A proposta do Ministério da Economia prevê a incidência do novo imposto sobre transações feitas pelo sistema financeiro, quitadas por meio de cheque, cartão de débito ou de crédito. A estimativa é de que a cobrança geraria R$ 150 bilhões por ano.

A intenção é de que saques e depósitos em dinheiro sejam taxados com alíquota inicial de 0,4%. Já para pagamentos no débito e no crédito, a alíquota inicial estudada é de 0,2% (para pagador e recebedor).

Vítima da CPMF

Para o Economista, ex-presidente do BNDES e do IBGE Paulo Rabello, Cintra foi a primeira vítima da CPMF, em seu twitter ele fez declaração sobre o caso:

Na Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vê dificuldades na aprovação da nova CPMF no Congresso. “Não acho que seja uma coisa simples e no Brasil de hoje é muito difícil passar”, afirmou o democrata.

O relator da reforma tributária na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), descartou qualquer possibilidade de incluir o imposto. “Não existe ambiente”, destacou.

Share this Story
Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Erika Souza
Carregar Mais Em Economia

Sobre Erika Souza

A menina louca. Deixo essa definição, pois meu entusiasmo pode parecer loucura. Atuo com comunicação, eventos e desenvolvimento pessoal. Com o convívio a gente se conhece mais.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

  • Baseado na obra de Caio Fernando Abreu, o espetáculo faz temporada na Casa Ninho
#teatro #cariri
  • Os interessados em participar da Mostra Sesc de Culturas devem efetuar a inscrição apenas como Pessoa Jurídica (incluindo MEI)
#sesc #mostrasesccariri
  • Na assembleia foi deliberado ainda sobre o I Seminário do Programa do Território da Palavra, que acontece em fevereiro.
#cariri #cultura
  • Confira as reações dos flamenguistas diante do anúncio de Gabigol, no nosso site. Link na Bio
#gabigol #flamengo #diadofico #hojetemgoldogabigol
  • Diante do aumento do número de brasileiros apreendidos na fronteira, o governo Trump está avaliando medidas adicionais além das deportações
  • O  Tribunal Regional Federal da 3ª Região determinou que o Ministério  comprove que os erros no Enem 2019 já foram solucionados.
#enem #sisu #prouni #inep #educacao
  • Homenagens, pedidos de justiça e marcas que não se apagam. Sete anos da segunda maior tragédia no Brasil, em número de mortes, causada por incêndio.
#noticias
  • Todo dia tem gente diferente tentando emplacar um sucesso. Depois de nomeado hit do carnaval, a canção toca em todo canto do Brasil. Por isso todo mundo quer ter um sucesso na boca do povo e nas ruas das cidades.
Veja as apostas e confira nossa playlist link na Bio
#hitdecarnaval #carnaval #spotify

Siga-nos!