Camilo diz que Cabo Sabino está foragido: ‘Estamos atrás dele e não achamos’

Conforme o decreto, Cabo Sabino fez convocações para que os policiais abandonassem o posto de trabalho




Foto: José Leomar/SVM

Durante uma entrevista ao GloboNews nesta quarta-feira, 04, o governador do Camilo Santana afirmou que o motim da polícia militar era movimentado por questões política e que Cabino Sabino, um dos líderes da paralisação, está foragido.

“Há uma disputa por espaço entre os próprios líderes políticos dentro do movimento. Inclusive um deles, está com um mandado de prisão e está foragido do Estado do Ceará. Estamos atrás dele e não conseguimos encontrar”, disse o governador se referindo ao Cabo.

“Eu enxergo esse motim no Ceará muito mais político do que salarial. Porque salarial, nós já tínhamos feito o acordo. Houve uma questão política muito forte dentro do movimento”, completou Camilo.

O motim durou 13 dias e chegou ao fim no último domingo, 01, após um acordo. Com a decisão dos PMs de terminarem o movimento, Cabo Sabino, que foi classificado como líder da manifestação em uma publicação no Diário Oficial do Estado do Ceará, pediu demissão da polícia do estado.  “Vocês acabaram de assinar a minha demissão”, disse aos militares.

O texto da publicação do Diário diz que o Cabo fez as convocações para que os policiais abandonassem o posto de trabalho.

Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Rayssa Leonel
Carregar Mais Em Policial

Sobre Rayssa Leonel

Graduada em Jornalismo pela UFCA - Universidade Federal do Cariri. Pesquisadora e caririense bem orgulhosa.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Siga-nos!