Teatro de inclusão

A acessibilidade ainda está distante na nossa cultura. Nosso Cariri ainda está longe de uma cultural acessível. Ainda representamos várias regiões brasileiras que não têm cinema, teatro ou museus oferecendo a audiodescrição para deficientes  visuais. Em um mundo em que tudo é construído e planejado para quem dispõe de todos os cinco sentidos em perfeito estado, é ‘comum’ que …

A acessibilidade ainda está distante na nossa cultura. Nosso Cariri ainda está longe de uma cultural acessível. Ainda representamos várias regiões brasileiras que não têm cinema, teatro ou museus oferecendo a audiodescrição para deficientes  visuais.

arlet

Em um mundo em que tudo é construído e planejado para quem dispõe de todos os cinco sentidos em perfeito estado, é ‘comum’ que o diferente seja ignorado, esquecido, que não seja sequer cogitado.

Já em São Paulo e no Rio, algumas salas de cinema, por exemplo, oferecem o serviço de audiodescrição para pessoas com deficiência visual. Imagine poder apenas ouvir um espetáculo de teatro ou de cinema. Assim como outras formas de entretenimento, como programas de televisão e espetáculos de dança, o cinema é construído para quem vê. O silêncio entre as personagens, a transição de uma cena para outra e até a trilha sonora que sobe gradativamente para criar tensão não funcionam sem estarem associados à imagem. Essa barreira manteve e ainda mantém muitos deficientes visuais longe de nossos produtos culturais.

Desejo que algum dia possamos ir ao teatro e ter acesso a um fone de ouvido, sentar na poltrona e ter uma identificação em Braille e lugares marcados pra cadeirantes… Enfim, que se ofereça o acesso à Arte para pessoas deficientes como qualquer para outra pessoa.

Os deficientes existem e consumem cultura, porque alguns têm mesmo condições: não é esmola. A prova disso é que os projetos que existem têm adesão.

Para mim, mais importante ainda é mostrar que a acessibilidade é um investimento porque é pública, que existe também na legislação. A acessibilidade é um direito, e isso não tem que ser discutido. Se é direito e é legal, é necessário que as instituições privadas e, principalmente, as públicas, entendam que não é favor.

Texto de Arlet Almeida

Share this Story
Carregar mais Posts Relacionados
Carregar Mais Por Jimmy Macedo
Carregar Mais Em Blog Foobá

Comente

Your email address will not be published.Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Também

Anavitória em Juazeiro do Norte

O Dueto formado pelas talentosas Ana Caetano e Vitória Falcão fará apresentação este semestre em Juazeiro do Norte - CE.

Sobre Jimmy Macedo

Profissional de marketing digital e comunicação, Jimmy é um grande entusiasta da cultura e entretenimento. Amante de música, idealizou este portal para colaborar de forma efetiva com o cenário que tanto o diverte e inspira.

Últimas

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades por email

Mantemos os seus dados privados e os compartilhamos apenas com terceiros que tornam este serviço possível. Leia nossa política de privacidade.

Instagram

  • Com 61,2% dos votos @anaruthof é salva pelo público e passa de fase no @thevoicebrasil 
#teamanaruth #teamiza #thevoicebrasil
  • Jack the Joker: banda cearense lança campanha de Crowdfunding para gravar seu novo álbum⠀
Jack the Joker lançou na noite de terça (17) a campanha de Crowdfunding para lançamento do seu novo álbum.⠀
Saiba mais, link na bio
  • “NuloNunca” será apresentando na calçada do Theatro José de Alencar⠀
A estreia é no 0800.⠀
⠀
Saiba mais. Link na Bio.
  • Sarau e Encontro de Arteterapia⠀
O objetivo do Sarau é proporcionar a discussão sobre o sofrimento partir de manifestações artísticas,com conceitos da Psicopatologia.⠀
⠀
Saiba mais. link na Bio.
  • O ator americano Jack Black que estará no Brasil em Setembro com sua Banda Tenancious D quer encontrar o baixista brasileiro Júnior Bass Groovador.⠀
⠀
Link na bio
  • Arregaça os portões do Cangaço, Preta Bigode Bar voltou para os bares carirenses. Nos dia 27 e 28 de setembro, às 21h30, você puxará uma cadeira e irá pedir uma cerveja gelada, caso não beba, peça uma água, o importante é fique, pois vai ter história, e não é qualquer história, é historia para se emocionar e participar.⠀
⠀
+info Link na Bio
  • Suzane Von em duas versões diferentes.⠀
Com olhares diferentes, Suzane Von Richofen, condenada pela morte dos pais em 2002, ganhará dois filmes com duas versões diferentes. A história da assassina será contada a partir do depoimento da própria Suzane e por Daniel Cravinho, seu então namorado, que também participou do crime. A proposta é que o público assista e tire suas próprias conclusões.⠀
⠀
Link na bio
  • Marjorie Estiano recebeu a indicação ao Emmy Internacional de melhor atriz. Concorre ao prêmio pela atuação como Carolina, na série “Sob Pressão”.⠀
⠀
⠀
Link na bio

Siga-nos!